Portuguese English French German Italian Spanish

A telemedicina define-se como a prestação de cuidados de Medicina à distância. Para a sua implementação são utilizadas tecnologias de informação e de comunicação modernas tais como computadores, webcams, microfones e internet. A telemedicina permite não só o diagnóstico e o tratamento dos doentes à distância mas também a educação médica continuada dos profissionais de saúde que nela participam. É um recurso tecnológico que possibilita a otimização dos recursos existentes, poupando tempo e dinheiro, melhorando a eficiência dos cuidados de saúde e o acesso dos doentes a cuidados especializados. Desta forma, os doentes não têm necessidade de se deslocar aos centros mais diferenciados, não perdendo tempo, nem horas de trabalho, reduzindo simultaneamente a pressão sobre os centros especializados. Tendo em consideração os desenvolvimentos tecnológicos atuais, de fácil acesso, e com baixos custos de utilização, é possível estabelecer com alguma facilidade uma rede de telemedicina entre os serviços centrais diferenciados e os Centros de Saúde que estão em contato direto com as populações.

Numa perspetiva de racionalização dos recursos humanos e materiais existentes, sem que ocorra uma perda da qualidade assistencial, e sem que haja uma redução da assistência aos doentes, faz todo o sentido desenvolver um projeto de Telemedicina na área cardiovascular dentro da área de influência do CHUC-HG.

As vantagens na utilização deste sistema de telemedicina são:

  • Reduz o número de doentes enviados para o Hospital.
  • Permite um apoio direto aos colegas de Medicina Geral e Familiar (MGF) que trabalham nos Centros de Saúde.
  • Melhora a imagem dos Centros de Saúde perante a população que servem, uma vez que permitem o acesso à especialidade numa Unidade de Saúde mais próxima da residência dos doentes.
  • Reduz o tempo de referenciação para consulta externa da especialidade no hospital.
  • Permite o diagnóstico e tratamento mais precoce dos doentes.
  • Evita gasto de dinheiro na deslocação dos doentes e perda de muitas horas de trabalho por parte desses mesmos doentes. Estas poupanças podem ter um impacto económico significativo na nossa sociedade.
  • A prática da telemedicina é importante para a educação médica continuada dos colegas da MGF.
  • Melhora a comunicação entre a MGF e a Cardiologia e entre os Centros de Saúde e os Hospitais Centrais.

A implementação do projeto de telemedicina do Serviço de Cardiologia do CHUC-HG tem como objectivos principais:

  1. Melhorar a qualidade e a eficiência da referenciação dos doentes cardiovasculares para a consulta do Serviço de Cardiologia do CHUC-HG.
  2. Melhorar a articulação entre os centros de Saúde da nossa área de influência e o Serviço de Cardiologia do CHUC-HG.
  3. Otimizar os recursos humanos e materiais atualmente existentes, mantendo um elevado standard de cuidados de saúde cardiovasculares.
  4. Melhorar os tempos de resposta para os doentes.