Portuguese English French German Italian Spanish

  

ACTIVIDADE ASSISTENCIAL

O Laboratório de Ecocardiografia do Serviço de Cardiologia B do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra iniciou a sua atividade em 1984 procurando desde sempre corresponder às exigências crescentes que resultam do constante desenvolvimento técnico na área e na Cardiologia em geral.

Podemos subdividir os exames realizados no Laboratório em cinco grupos principais: o Ecocardiograma Transtorácico (com e sem contraste); o Ecocardiograma Transesofágico; o Ecocardiograma de Sobrecarga Farmacológica; o Ecocardiograma de Esforço e o Ecocardiograma de apoio ao tratamento da Cardiopatia Estrutural, incluindo a avaliação pré, durante e após o procedimento.

Para a sua realização o Laboratório está equipado com três Ecocardiógrafos : Vivid 7 (General Electric); Vivid i (General Electric); CV 70 (Siemens). É dotado ainda de um Ecocadiógrafo “de bolso” para exames menos completos, mas importantes em contexto de Urgência, o Vscan. Existem três sondas de Transtorácico, uma sonda de Transesofágico e uma sonda de Ecocardiografia Intracardíaca.

De referir, que o serviço planeia adquirir a curto prazo o equipamento necessário à realização de  Ecocardiografia Tridimensional.

O Laboratório está ainda dotado de material de Suporte Avançado de Vida incluindo fármacos de emergência, rampa de oxigénio, cardiodisfibrilhador e material de entubação oro-faringea.

Os exames realizados são distribuídos diariamente por três salas de trabalho e englobam quer doentes do ambulatório, na sua maioria provenientes da consulta externa de Cardiologia, quer doentes referenciados de outros hospitais; doentes internados (Unidade de Cuidados Intensivos de Cardiologia, Serviço de Cardiologia e restantes serviços do Hospital) e doentes provenientes do Serviço de Urgência. Se necessário, os exames são realizados à cabeceira do leito do doente.

A Ecocardiografia Transtorácica continua a ser o método de primeira linha para a avaliação de estruturas intracardíacas e, como tal, as suas indicações são crescentes representado hoje um exame fundamental para a avaliação de praticamente todos os doentes do foro cardiovascular.

Por dia, em média, são realizados cerca de 20 a 25 exames de Ecocardiografia Transtorácica, exames esses que se procuram fazer com o rigor e tempo necessários, cumprindo os protocolos estabelecidos pelas sociedades credenciadas na área. Estes estudos englobam assim a avaliação da função sistólica global e segmentar de ambos os ventrículos, função diastólica do ventrículo esquerdo, valvulopatias, pesquisa de shunts, doenças da aorta, pericárdio e hipertensão pulmonar e, mais raramente, estudo de massas, tumores intracavitários e cardiopatias congénitas mais complexas. 

Por semana são realizados cerca de 8 a 10 exames de Ecocardiografia Transesofágica, sendo as suas principais indicações a exclusão de trombos intracavitários previamente a cardioversão eléctrica ou química de Fibrilhação ou Flutter auricular, despiste de fonte cardioembólica, pesquisa de Endocardite e avaliação de valvulopatias nomeadamente para esclarecimento da gravidade e mecanismo das mesmas. 

Por semana são realizados cerca de 2 a 4 Ecocardiogramas de Sobrecarga farmacológica com Dobutamina ou Dipiridamol, para avaliação de isquémia sobretudo em doentes com probabilidade intermédia de doença coronária ou em que se pretenda avaliação de isquémia residual,  permitindo na prática reservar o pedido de Cintigrafias para exames inconclusivos ou mais dificilmente interpretáveis.

A Ecocardiografia de Esforço, realizada concomitantemente com Prova esforço em tapete ou bicicleta, tem vindo a ser solicitada mais frequentemente para avaliação de gradientes dinâmicos na câmara de saída do ventrículo esquerdo ou para melhor avaliação da repercussão funcional em esforço de determinadas valvulopatias ou certos casos de hipertensão pulmonar. Realizam-se cerca de 15 a 20 por ano.

Finalmente, a Ecocardiografia tem procurado acompanhar os importantes avanços no tratamento da Cardiopatia Estrutural , área onde este Serviço se tem destacado nos últimos anos. Engloba o tratamento percutâneo  de Comunicações Interauriculares tipo ostium secundum ou foramen ovale patente (frequentemente com recurso ao Eco Intracardíaco);  o encerramento percutâneo do Apêndice Auricular Esquerdo  e, menos frequentemente, o encerramento percutâneo dos leaks paraprotésicos. Apoia ainda outros procedimentos como sejam a valvulotomia mitral com balão.  De facto,  a Eco tem representado um contributo  fundamental  na seleção do doentes com implicações diretas  na redução da taxa de complicações e aumento da probabilidade de sucesso.  Durante o  próprio procedimento é importante na selecção dos dispositivos a utilizar, na monitorização das principais complicações e avaliação do resultado final. Posteriormente, o laboratório está fortemente envolvido no follow up destes doentes, cumprindo protocolos pré-estabelecidos de seguimento ao longo do tempo.

 

ACTIVIDADE FORMATIVA

O Laboratório de Ecocardiografia recebe anualmente um número médio de doze estagiários, alunos da Escola Superior de Tecnologia de Saúde de Coimbra, com duas aulas práticas semanais, actividade formativa da responsabilidade da Técnica de Cardiopneumologia Maria José Santos. Tem recebido também com frequência estágios profissionais não remunerados.

Todos os internos da especialidade cumprem os seus meses de estágio no Laboratório, contando com o apoio esforçado de todos os profissionais.